Opinião

As soluções complicadas e demoradas e a superação esperada

Soluções, em verdade, tem às pilhas, se não complicar inventando fórmulas, como no caso do Canal Marambaia, onde investiram inutilmente na sua dragagem, com resultados desastrosos. Depois, cogitou-se de uma UTR (Unidade de Tratamento de Rio), solução paliativa e parcial – a um custo de R$ 12 milhões ou mais. Depois de baterem cabeça por um ano, resolveram o lógico: vistoriar e punir os despejos irregulares, pois é aí que começam e terminam os problemas do canal e, de fato, do restante da cidade. Resultados, aliás, só pra provar que é a medida certa – estão aparecendo. Devagar, mas estão.

Leia opiniões sobre outros assuntos.

Últimas notícias

Dia Nacional da Água e o uso desastroso no consumo humano

22/03/2019

Em cada residência, no Brasil, cerca de 200 litros diários, em média, são consumidos. Desses, 27 por cento vão para consumo, 25 por cento para higiene, 12 por cento para lavagem de roupa; 3 por cento para outros fins (lavagem de carro, áreas externas e calçadas) e, finalmente, 33 por cento para descarga de banheiro.

Agrotóxico glifosato é veneno aplicado nas lavouras do Brasil

21/03/2019

Em Santa Catarina, o glifosato também muito usado na produção de cereais e diversos outros alimentos, invariavelmente sob o argumento de que é seguro. O ingrediente ativo é uma das 430 moléculas pesquisadas nas análises do monitoramento de vegetais e de água contratadas pelo MPSC. Produz câncer linfático.

Ex-secretário regional de Brusque condenado por fraude em licitações

21/03/2019

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) obteve a condenação do ex-Secretário de Desenvolvimento Regional de Brusque, Jones Bósio, do empresário Everson Clemente e dos engenheiros civis Murilo Cecconello, Eduardo Jorge e André Eduardo Bencz de Camargo por crimes contra a Lei de Licitações e associação criminosa.

Sobre tendas de churro/milho e quiosques: cumprir a lei quando?

21/03/2019

Acompanhando a gritaria em torno da determinação de desmontar os pontos de venda de churros e milho na orla da Praia Central de Balneário Camboriú. É área de domínio da União e desde sempre essas ocupações são feitas à revelia da lei e inclusive do bom-senso, pois esses trambolhos interferem no cenário da praia da pior maneira possível.

Faltam mais de quatro mil vagas nas prisões catarinenses

20/03/2019

O déficit de vagas em todo o Estado, computadas as 51 unidades prisionais existentes, é de 4.296 lugares. Uma das soluções apontadas pelo Grupo de Monitoramento e Fiscalização passa pela ativação de complexos prisionais cujas estruturas físicas já estão prontas, mas carecem ainda de servidores disponíveis. Mas nem há previsão de concurso.

Projeto Orla, um repeteco que não desperta interesse

19/03/2019

Projeto Orla, apresentado como novidade, é repetição de um, igualzinho, apresentado em 2003 no governo de Rubens Spernau. De lá pra cá, ele foi apenas isso e não passou disso: um projeto. Nenhuma das administrações a partir de lá o tornou prático, fato. Agora, volta-se a discutir, mas o que poderia ocorrer de ruim no meio do caminho, já aconteceu.

Ver todas as notícias